Fórmula 1

Os 10 monolugares de 2017

Numa altura em que faltam poucas horas para o início do primeiro teste de pré-temporada em Barcelona, vale a pena olhar para os 10 monolugares que marcam o início de uma nova era na Fórmula 1.

Sauber C36

Ao contrário do que se sucedeu no ano passado, a Sauber está preparada para os testes de pré-temporada e foi mesmo a primeira equipa a revelar o seu novo monolugar. O C36 apresenta uma ‘barbatana de tubarão’ e um esquema de cores alusivo à sua 25ª época na F1. A equipa espera que a versão de 2016 da unidade de potência da Ferrari se revele fiável e competitiva.

Renault R.S.17

O monolugar construído de acordo com os novos regulamentos é o segundo produzido pela Renault desde o seu regresso oficial à F1, e apresenta um renovado esquema de cores, com o preto a ganhar mais destaque face ao ano passado. Depois de ter terminado o campeonato de construtores na nona posição em 2016, a Renault pretende alcançar resultados mais relevantes com o R.S.17 e aponta para a quinta posição no final de 2017.

Force India VJM10

A equipa não mudou muito no que ao esquema de cores diz respeito, ainda que o carro seja significativamente diferente este ano – com a Force India a incorporar um renovado nariz e uma ‘barbatana de tubarão’ semelhante às que já vimos nos novos Williams, Sauber e Renault. Ainda que não seja o favorito dos fãs no que ao visual diz respeito, o VJM10 é, segundo a Force India, um carro nascido para lutar por pódios.

Mercedes F1 W08

Construído de acordo com os regulamentos de 2017, o W08 é mais largo e mais baixo do que o seu predecessor. Ao contrário daquilo que acontece com todos os outros monolugares, não apresenta a ‘barbatana de tubarão’, embora a equipa já tenha assumido que isso pode vir a mudar antes do Grande Prémio da Austrália. Apenas 17% dos componentes do W07 foram transferidos para o W08, que nasceu com o objetivo de prolongar o domínio da Mercedes na F1.

Ferrari SF70H

O novo monolugar da Ferrari destaca-se pelos agressivos ‘sidepods’ e pela asa em forma de T montada na ‘barbatana de tubarão’, explorando os regulamentos de forma semelhante à Mercedes nesse aspeto. Quanto à unidade de potência, a Ferrari afirma que se trata definitivamente de uma evolução, com alguns componentes a serem revistos e outros a manterem-se semelhantes aos de 2016.

McLaren MCL32

Para a McLaren, 2017 tem mesmo de ser um ano de mudança. Por isso, a equipa começou por remover o prefixo ‘MP4’ utilizado nos seus monolugares desde 1981. Para além disso, regressou a uma mítica decoração, que não era visível num carro da equipa desde os testes de pré-época de 2006. O MCL32 segue os passos evolutivos dos seus antecessores, o MP4-30 e o MP4-31, mas não deixa de ser um carro revisto em todas as áreas, com o departamento de design da McLaren a procurar capitalizar os novos regulamentos introduzidos para 2017.

 

 

Williams FW40

Em 2017, a Williams celebra 40 anos de Fórmula 1. Por esse motivo, o novo monolugar da equipa foi nomeado de ‘FW40’. Este deverá ser um ano de transição para a equipa britânica, que tem como objetivo regressar ao topo em 2018. Felipe Massa regressa do seu curto abandono para fazer parceria com o ‘rookie’ Lance Stroll. Juntos, tentarão obter bons resultados com um FW40 que aparenta ser menos radical face à concorrência e que apresenta a decoração tradicional da equipa nos últimos anos.

Haas VF-17

O VF-17 é o segundo carro da Haas na F1, e começou a ser desenvolvido em Maio do ano passado. A equipa americana renovou as suas cores e não dispensou a ‘barbatana de tubarão’, ainda que a tenha decorado de forma diferente. Para além disso, a Haas continua a ter à sua disposição a mais recente evolução do motor Ferrari. 

Red Bull RB13

A Red Bull esperou pelo dia anterior ao início do primeiro teste de pré-temporada para mostrar o RB13. Com os novos regulamentos a incidirem na aerodinâmica – onde Adrian Newey brilhou nos anos de domínio da equipa austríaca -, a Red Bull espera lutar regressar à luta pelo título em 2017. Ainda assim, a equipa descartou uma apresentação oficial e revelou apenas um pequeno vídeo nas redes sociais. Tendo isso em conta, é de crer que haja alguns detalhes por descobrir neste novo monolugar.

Toro Rosso STR12

A Toro Rosso foi a última equipa a revelar o seu monolugar, que apresenta um renovado esquema de cores e um regresso à unidade de potência da Renault. O carro já esteve em pista no decorrer de uma sessão de filmagens em Misano, que terminou mais cedo devido a um problema no sistema de recuperação de energia. 

Clique para comentar

Responder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Últimas Notícias

Fundado em 2012, o F1PT surgiu com a missão de levar toda a informação sobre o mundo da Formula 1 aos portugueses e países de língua portuguesa.

Com o objetivo de sermos líderes na cobertura do pináculo do desporto motorizado, comprometemos-nos a apresentar o máximo de conteúdo disponível nunca sacrificando a qualidade do mesmo.

Disclaimer

F1PT is not affiliated with Formula 1, Formula One Management, Formula One Administration, Formula One Licensing BV, Formula One World Championship Ltd or any other organisation or entity associated with the official Formula One governing organisations or their shareholders.

Copyrighted material used under Fair Use/Fair Comment.

Facebook

Copyright © 2017 F1PT.

Topo
Download Premium Magento Themes Free | download premium wordpress themes free | giay nam dep | giay luoi nam | giay nam cong so | giay cao got nu | giay the thao nu