Fórmula 1

Mercedes-AMG Project One: Tecnologia da Fórmula 1 para as estradas

Lewis Hamilton apresentou hoje o Mercedes-AMG Project One, um hipercarro de dois lugares que representa o ponto alto das celebrações dos 50 anos da AMG e traz a tecnologia híbrida da Fórmula 1 para as estradas.

O sistema híbrido plug-in foi desenvolvido em cooperação com os especialistas em desporto motorizado da Mercedes-AMG High Performance Powertrains e integra uma unidade que conjuga o motor de combustão com quatro motores elétricos.

O motor a gasolina híbrido V6 de 1.6 litros com injeção direta e turbocompressão eletricamente assistida é proveniente do monolugar da Mercedes-AMG Petronas na Fórmula 1.

O motor produz cerca de 11 mil rotações por minuto, um recorde ao nível dos automóveis de produção, mas que ainda assim não chega às 15 mil rotações de um Fórmula 1 por razões de manutenção e usabilidade.

“Este hipercarro é o projeto mais ambicioso que já realizamos”, começou por dizer o Dr. Dieter Zetsche, presidente do Conselho de Administração da Daimler AG e Chefe da Mercedes-Benz.

“O Project One aumenta a fasquia em termos do que atualmente é tecnologicamente viável e representa uma referência absoluta graças à sua combinação de eficiência e desempenho.”

A Mercedes diz que a unidade de potência é mais rápida do que um V8 naturalmente aspirado. O turbocompressor elétrico usa partes da energia excedente proveniente do sistema de escape para gerar electricidade, e ou a armazena na bateria de iões de lítio de alta tensão como parte da recuperação ou se transforma em energia adicional para um motor elétrico. Esse motor produz 120kW e está instalado diretamente na unidade de potência através de um MGU-K, outra tecnologia que garante a máxima eficiência e desempenho na Fórmula 1.

O condutor poderá arrancar em modo totalmente elétrico, mas o que impressiona mesmo são os números do Project One:  mais de 1000 cavalos de potência, menos de seis segundos dos 0 aos 200 km/h e uma velocidade máxima superior a 350km/h.

Em condições de condução normal, quando o condutor aciona os travões de carbono, é recuperada até 80% da energia, que será redirecionada para a bateria, um sistema que também está presente na Fórmula 1 desde 2014.

A produção do Mercedes-AMG Project One só deverá ser iniciada no próximo ano e é de crer que seja um carro limitado a 275 unidades.

Clique para comentar

Responder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Últimas Notícias

Fundado em 2012, o F1PT surgiu com a missão de levar toda a informação sobre o mundo da Formula 1 aos portugueses e países de língua portuguesa.

Com o objetivo de sermos líderes na cobertura do pináculo do desporto motorizado, comprometemos-nos a apresentar o máximo de conteúdo disponível nunca sacrificando a qualidade do mesmo.

Disclaimer

F1PT is not affiliated with Formula 1, Formula One Management, Formula One Administration, Formula One Licensing BV, Formula One World Championship Ltd or any other organisation or entity associated with the official Formula One governing organisations or their shareholders.

Copyrighted material used under Fair Use/Fair Comment.

Facebook

Copyright © 2017 F1PT.

Topo
Download Premium Magento Themes Free | download premium wordpress themes free | giay nam dep | giay luoi nam | giay nam cong so | giay cao got nu | giay the thao nu