Fórmula 1

Estatísticas da Austrália: Bottas vence pela maior margem na Fórmula 1 desde 2016

São estes os factos e as estatísticas que marcaram o primeiro Grande Prémio do ano na Austrália.

Sempre que uma equipa terminou com uma dobradinha em Melbourne – como aconteceu com a Mercedes em 2019 – o piloto vencedor conquistou o título e a equipa triunfou nos construtores. Curiosamente, essa situação já se sucedeu por sete vezes.

Bottas ganhou a primeira corrida de 2019 depois de ter vencido a última de 2017.

Bottas celebrou a vitória no dia que também marca a passagem dos seis anos desde a sua estreia na Fórmula 1 com a Williams.

A diferença de 20 segundos entre Bottas e Lewis Hamilton é maior do que qualquer outra que vimos ao longo da temporada 2018. É preciso recuar até ao Grande Prémio da China de 2016, quando Nico Rosberg bateu Sebastian Vettel por 25 segundos, para encontrar uma vitória mais dominadora.

Foi a quarta vez em quatro anos que Lewis Hamilton realizou a pole position e terminou na segunda posição na Austrália.

Apesar de ter partido sempre da pole position, Lewis Hamilton não conseguiu vencer na Austrália nos últimos seis anos, estabelecendo assim um novo e indesejado recorde.

É a primeira vez que Max Verstappen sobe ao pódio em Albert Park e a primeira vez que um piloto não-Mercedes ou Ferrari termina nos três primeiros desde 2015. É ainda a primeira vez que Vettel e a Ferrari não marcam presença no pódio de Melbourne desde 2015.

O terceiro lugar de Max Verstappen deu à Honda o seu primeiro pódio desde o Grande Prémio do Canadá de 2008.

Romain Grosjean abandonou pela sexta vez no Grande Prémio da Austrália, o que significa que só por duas vezes viu a bandeira de xadrez nas oito corridas que disputou em Melbourne.

Kevin Magnussen esteve em bom plano e levou o Haas ao sexto posto. É a primeira vez desde 2016 que a equipa norte-americana termina o Grande Prémio da Austrália.

Carlos Sainz abandonou pela primeira vez em Melbourne na corrida em que se estreou pela McLaren.

Daniil Kvyat fechou os lugares pontuáveis para a Toro Rosso. O russo pontuou sempre que esteve em Melbourne com a equipa italiana, mas não terminou nos dez primeiros nas duas vezes em que correu pela Red Bull em Albert Park.

Clique para comentar

Responder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Últimas Notícias

Fundado em 2012, o F1PT surgiu com a missão de levar toda a informação sobre o mundo da Formula 1 aos portugueses e países de língua portuguesa.

Com o objetivo de sermos líderes na cobertura do pináculo do desporto motorizado, comprometemos-nos a apresentar o máximo de conteúdo disponível nunca sacrificando a qualidade do mesmo.

Disclaimer

F1PT is not affiliated with Formula 1, Formula One Management, Formula One Administration, Formula One Licensing BV, Formula One World Championship Ltd or any other organisation or entity associated with the official Formula One governing organisations or their shareholders.

Copyrighted material used under Fair Use/Fair Comment.

Facebook

Copyright © 2017 F1PT.

Topo