Fórmula 1

Lauda: “Halo destrói o ADN de um carro de Fórmula 1”

Niki Lauda diz que a decisão de introduzir o Halo em 2018 “destruiu” o esforço de tornar a Fórmula 1 mais popular, já que tem um impacto negativo na aparência dos monolugares.

Esta semana a FIA confirmou que o Halo será uma realidade a partir do próximo ano, apesar de apenas uma das dez equipas – segundo o Auto Motor und Sport, a Ferrari – concordar com essa decisão.

Desde então, fãs e comentadores manifestaram o seu descontentamento face a esta notícia, sendo que Niki Lauda também já mostrou a sua insatisfação, dizendo que seria melhor aguardar por soluções mais atraentes.

“Nós testamos o Halo, o Aeroscreen da Red Bull e o Shield mas nenhuma solução convenceu a 100%”, disse o três vezes campeão do mundo de Fórmula 1.

“É preciso tomar a decisão certa em situações como esta, e o Halo é a errada.”

Lauda pensa que o timing da decisão da FIA é especialmente mau, pelo facto de a F1 estar a entrar numa nova era com regulamentos que têm como objetivo melhorar a aparência dos carros e atrair novos fãs.

“O esforço de criar carros mais rápidos e aproximar a Fórmula 1 dos fãs será destruído por uma reação exagerada.”

Lauda acredita que a F1 já é excepcionalmente segura e que seria mais sensato esperar por uma solução perfeita ao invés de impor algo que não é do agrado de todos.

“O Halo destrói o ADN de um carro de Fórmula 1. A FIA atingiu o expoente máximo da segurança na F1. O perigo de haver rodas a voar é agora muito menor, porque estão mais firmemente presas. O risco para os pilotos é mínimo.

“De certeza que há opções melhores que o Halo. Seria mais sensato ir na direção de encontrar algo que não destrua a aparência do carro e que seria introduzido apenas em 2019.

“É tão simples quanto isso. Não há razão para fazer algo de que nos iremos arrepender mais tarde.”

Clique para comentar

Responder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Últimas Notícias

Fundado em 2012, o F1PT surgiu com a missão de levar toda a informação sobre o mundo da Formula 1 aos portugueses e países de língua portuguesa.

Com o objetivo de sermos líderes na cobertura do pináculo do desporto motorizado, comprometemos-nos a apresentar o máximo de conteúdo disponível nunca sacrificando a qualidade do mesmo.

Disclaimer

F1PT is not affiliated with Formula 1, Formula One Management, Formula One Administration, Formula One Licensing BV, Formula One World Championship Ltd or any other organisation or entity associated with the official Formula One governing organisations or their shareholders.

Copyrighted material used under Fair Use/Fair Comment.

Facebook

Copyright © 2017 F1PT.

Topo