Fórmula 1

Os problemas da Ferrari: frio e curvas lentas

Marc Surer, ex-piloto de Fórmula 1, explicou em declarações à Autobild Motorsport a origem dos problemas da Ferrari com o monolugar de 2019.

Embora tenha mostrado um ritmo competitivo nos testes de pré-temporada, a Scuderia ainda não conseguiu terminar à frente da Mercedes esta temporada e só no Grande Prémio do Bahrein mostrou sinais da rapidez evidenciada em Barcelona

“Comparando com a Mercedes, a Ferrari construiu um carro com menos downforce”, disse o suíço. “Assim, ganha vantagem em reta, mas é uma desvantagem, especialmente, nas curvas lentas e médias.”

“A Ferrari precisa de altas temperaturas no asfalto, como aconteceu no Bahrein, ou de uma pista extremamente abrasiva como a de Barcelona para colocar os pneus na janela de temperatura ideal.”

“Por esse motivo é que a Ferrari foi tão forte nos testes de inverno e no Bahrein, mas não em Melbourne ou agora na China, onde o carro estava demasiado “solto”. Os pneus tinham pouca aderência e, portanto, desgastavam-se rapidamente.”

“Se estiver frio em Baku, daqui a 14 dias, então será difícil para a Ferrari. Como é um circuito de citadino, tem muitas curvas lentas onde vão perder tempo substancial. Talvez tenham de repensar o seu conceito para o futuro, porque não tenho certeza se haverá corridas suficientes que se encaixem exatamente no perfil do Ferrari.”

Sebastian Vettel e o chefe da equipa Mattia Binotto aparentam concordar com Surer: “Estamos a perder tempo nas curvas. A Mercedes está muito mais forte nesse campo”, afirmou Vettel. E Binotto explica: “Primeiro temos que estudar os dados em Maranello para saber porque estávamos mais lentos na China, mas Xangai foi apenas uma corrida e temos que pensar em toda a temporada. Eu acho que o equilíbrio de forças pode mudar a cada semana.”

Gerhard Berger diz que a Ferrari não deve desistir: “A Ferrari foi superior no Bahrein e pelo menos a Bottas estava ao alcance na China. Apenas o Hamilton estava noutro campeonato. A Ferrari agora deve manter a calma e continuar a trabalhar. Binotto é o homem certo para isso. E se é verdade que a Ferrari precisa de temperaturas mais altas, então eles podem ter vantagem no verão, quando geralmente é muito quente”.

Clique para comentar

Responder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Últimas Notícias

Fundado em 2012, o F1PT surgiu com a missão de levar toda a informação sobre o mundo da Formula 1 aos portugueses e países de língua portuguesa.

Com o objetivo de sermos líderes na cobertura do pináculo do desporto motorizado, comprometemos-nos a apresentar o máximo de conteúdo disponível nunca sacrificando a qualidade do mesmo.

Disclaimer

F1PT is not affiliated with Formula 1, Formula One Management, Formula One Administration, Formula One Licensing BV, Formula One World Championship Ltd or any other organisation or entity associated with the official Formula One governing organisations or their shareholders.

Copyrighted material used under Fair Use/Fair Comment.

Facebook

Copyright © 2017 F1PT.

Topo