Fórmula 1

Wolff: “O Grande Prémio de Espanha será tudo menos fácil”

Toto Wolff afirma que a Mercedes continua “bastante cética” em relação ao seu próprio desempenho apesar de ter conquistado umas inéditas quatro dobradinhas no início da temporada de 2019 da Fórmula 1.

Os campeões em título triunfaram nas quatro primeiras corridas do ano e já contam com uma vantagem de 74 pontos sobre a Ferrari.

No entanto, o diretor de equipa da Mercedes antecipa mais um fim de semana difícil em Barcelona e lembra a rapidez da Ferrari nos testes de pré-temporada realizados na mesma pista.

“A nossa próxima paragem leva-nos a Barcelona, onde os nossos adversários foram extremamente rápidos nos testes de inverno, por isso o Grande Prémio de Espanha será tudo menos fácil”, disse Wolff.

“Apesar do bom início de temporada, continuamos bastante céticos em relação ao nosso desempenho e sabemos que há várias áreas em que podemos e devemos melhorar.”

“Prevemos um fim de semana difícil e competitivo, primeiro contra os nossos rivais e também entre os nossos pilotos. Tudo está ainda muito em disputa nesta temporada e vamos manter os pés firmes no chão.”

Wolff acredita que as prestações da Mercedes ao longo das quatro primeiras corridas da temporada não refletem a verdadeira da ordem competitiva e realça a importância de continuar a trabalhar da mesma forma. 

“Ninguém teria previsto quatro dobradinhas consecutivas da Mercedes após os testes de pré-temporada”, acrescentou.

“Mas aqui estamos com 173 pontos nas quatro primeiras corridas. Um resultado notável que é, em primeiro lugar, testemunho do incrível trabalho de todos os membros da equipa. A nossa devoção à tarefa, a nossa fome de vencer e a nossa paixão pelas corridas estão mais fortes do que nunca.”

“Os resultados parecem pintar uma imagem relativamente clara, mas a verdade é que eles são muito enganadores. O desempenho tem flutuado nas primeiras quatro corridas.Tivemos o carro mais rápido na Austrália e na China, mas vencemos no Bahrein graças à nossa fiabilidade quando estávamos em desvantagem em termos de velocidade.”

“E embora o nosso ritmo de corrida parecesse bom no Azerbaijão, nunca conseguimos construir uma diferença realmente confortável para os nossos rivais. Portanto, não há complacência sobre a nossa situação, porque sabemos que não é verdadeiramente representativa do equilíbrio desta temporada até agora.”

Clique para comentar

Responder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Últimas Notícias

Fundado em 2012, o F1PT surgiu com a missão de levar toda a informação sobre o mundo da Formula 1 aos portugueses e países de língua portuguesa.

Com o objetivo de sermos líderes na cobertura do pináculo do desporto motorizado, comprometemos-nos a apresentar o máximo de conteúdo disponível nunca sacrificando a qualidade do mesmo.

Disclaimer

F1PT is not affiliated with Formula 1, Formula One Management, Formula One Administration, Formula One Licensing BV, Formula One World Championship Ltd or any other organisation or entity associated with the official Formula One governing organisations or their shareholders.

Copyrighted material used under Fair Use/Fair Comment.

Facebook

Copyright © 2017 F1PT.

Topo